27 de mai de 2012

Giro d´Italia - O Canadense Ryder Hesjedal vence

Hoje em Milão na última etapa do Giro d´Italia, em uma prova de contra-relógio o Canadense Ryder Hesjedal tira a diferença para o espanhol Joaquim Rodrigues e vence o Giro d´Italia. A TV Italiana lamentava a ausência dos italianos no Podium (Michele Scarpone o italiano melhor classificado ficou com a 4a. posição) e ressaltava a felicidade do canadense - algo bastante incomum nas grandes voltas uma vitória canadense. Mas, Ryder Hesjedal não era um desconhecido com sorte mas, sim um ciclista muito bem preparado que vem crescendo dia após dia seu nível de desempenho. Exatamente como Cadel Evans, vencedor do Tour de France do ano passado, ele também vem do moutain bike (daí explica um pouco de sua força e potência) foi medalha de prata nas olimpíadas de 2001, campeão mundial de mountain bike sub-23. Foi sexto lugar no Tour de France 2010 e hoje venceu sua primeira grande volta - O Giro d´Italia. O canadense se emocionou e emocionou a todos que assistiram sua vitória. Inesquecível!!!!!

26/05/2012 - Treino 254 - MTB Fim de Tarde

Foram 36 km, a uma média de 13,8 km/h . Um treino sem muito planejamento que rendeu muitos cachorros no trajeto. Saímos tarde de novo - 16:30 sabíamos que teríamos novamente que pedalar no escuro na volta. O Trajeto estava um pouco indefinido - na verdade não tínhamos a menor idéia para onde iríamos. Saímos sentido Estrada da Figueira Branca, entramos na Estrada da Santa Bárbara e em vez de seguirmos para o Pau Arcado resolvemos ir para Maracanã já no Municipio de Jarinu - como a Rodovia Edgard Máximo Zambotto está sem acostamento em alguns trechos seguimos por uma trilha de terra até a antena próxima ao Condomínimo Cambará. Então retornamos a Campo Limpo. O pedal não redeu muito em termos de treino e nem sequer foi divertido devido ao horário e ao frio que cai no fim de tarde. Fica a lição para planejarmos melhor os próximos treinos.



19 de mai de 2012

Treino 253 - MTB Fim de Tarde




Hoje o treino foi leve, 32 km a uma média de 15 km/h - Trilha da Bica , a preferida quando temos que sair para pedalar tarde e pegaremos a trilha escura na volta. Nesta época do ano temos que sair para pedalar mais cedo. No outono escurece mais cedo e a temperatura cai bastante na montanha.

15 de mai de 2012

13/05/2012 - 10, 9, 8 , 7....Foi dada a Largada no Desafio de Campos




O pelotão começa a se movimentar. A Elite dispara enquanto a manada de ciclistas tenta encontrar espaço para tomar ritmo.Aos poucos todos largam, sem acidentes. Ao tomar velocidade, vem o primeiro engasgo no ritmo - um ciclista com pneu furado para no meio do pelotão - todos conseguem desviar. Todo mundo estava com energia acelerando e conquistando espaço para pedalar com mais liberdade - não é fácil pedalar em pelotão!!!!

Aos poucos o pelotão estica, finalmente tenho espaço para aumentar a velocidade e ultrapassar diversas mountain bikes que participavam da prova. Este era um trecho com subidas leves e descidas que permite boa velocidade. Olhei para o cronômetro pela primeira vez - 8km em 17 min - algo perto de 30 km/h de média. Lembrei da Serrinha de Vinhedo com trecho inicial parecido onde fizemos média de 28 km/h no último treino. Estava indo tudo conforme planejado. Sabia que teria que reduzir o ritmo quando o relevo começasse a se tornar mais difícil. Assim o ritmo foi reduzindo a medida que o circuito endurecia. Olhei para o cronômetro pela segunda vez - 25 km em 56 min - até aí tinha percorrido um pequeno trecho de serra acho que ainda não tinha chegado na placa rei da montanha. Lembro que até fiz a conta de que 25 km era metade da prova, e que então se mantivesse o mesmo ritmo poderia finalizar a prova em 2h - pura ilusão.

Começa a Serra e começo monitorar a altimetria, saí de 900 m de altitude para 1750 m no ponto máximo (ou seja, elevação de 850 m - maior que a Pedra Grande em Atibaia mas, com inclinação menor pois o Trecho de Serra era mais longo.(fiz os 15 km de serra em 1h23 min) De toda a forma, enquando pedalava Serra Acima, estava me sentindo muito bem e já tinha a certeza de que conseguiria chegar ao final. Ao final da Serra, resolvi parar nos dois pontos de hidratação da prova - e me reabasteci com o "Accelerade" ainda não consegui beber pedalando - o ideal seria levar o Camelbak para não perder estes preciosos minutos que ao final faria falta. Aguardava a subida do palácio que segundo alguns participantes mais antigos era um ponto mais duro onde muitos ciclistas empurram a bike. Passei pela subida do palácio sem empurrar e continuava sentindo-me muito bem. Um dos membros do staff da prova sinalizou que agora era só descida. Tentei acelerar para melhorar a média mas, havia areia solta, irregularidades no asfalto e resolvi controlar a velocidade e concluir a prova em segurança. A velocidade máxima atingida foi de 64,5 km/h - e a média ficou em 16,5 km/h - um pouco abaixo da média que fazia nos treinos da Serrinha de Vinhedo. A meta era apenas concluir - assim a missão foi cumprida.

3h05 min depois cheguei ao final, com direito a medalha, isotônico e duas bananas. Nelsinho já estava lá com tempo de 2h40 min - foi muito bem. Não dá nem para acreditar que em nosso primeiro treino a bike dele marcava 16 km. A sensação de missão cumprida veio a tona e passou pela cabeça todos os treinos que fizemos na Pedra Grande e na Serrinha de Vinhedo, sempre em companhia do amigo Alberto - nosso personal trainer de ciclismo nazista. kkkkk

Em novembro/2012 tem mais - e aí a meta será reduzir este nosso tempo.

14 de mai de 2012

13/05/2012 - Enfim chegou o dia do Desafio da Serra de Campos

A ansiedade começou na sexta quando tive que fazer uma correria na hora do almoço para buscar o kit na Pedal Power, isto em um dia de agenda lotada de reuniões no trabalho. No sábado dediquei-me a preparar os equipamentos e pensar na melhor forma de fazer a prova, apesar do "climatempo" (aquele site que nunca acerta a previsão do tempo) prever frio e chuva. Resolvi dormir cedo para fazer um bate-e-volta até Santo Antonio do Pinhal - para esta missão convidei o amigo Glaycon que aceitou prontamente e topou me acompanhar até a prova como apoio. Nelsinho mandava notícias a noite de que estava frio mas, sem chuva. Fiquei um pouco mais animado.

Saímos às 04.30 da manhã e às 06:40 estávamos em Santo Antônio do Pinhal. Já havia um grande movimento de ciclistas na padaria próxima ao boulevard. Estacionei o carro e fomos tomar um café antes da prova. Interagindo com alguns ciclistas ouvia-se de tudo alguns diziam que a Serra não era tão pesada quanto se diz e que não era necessário usar relação leve (estava com Deore atrás e cassete de 11x32), outros diziam que o final era bem pesado e muita gente empurra.

Neste clima fomos nos posicionar no local da largada, a espera de 30 minutos parecia muito longa. A ansiedade novamente começou a se manifestar. Havia vaga para 1000 inscritos mas, somente 600 efetivamente se inscreveram (devido ao frio/chuva e ao dia das mães). Dos 600 deve ter vindo uns 400, já descontando-se os que desistiram de última hora. Ou seja, vieram somente aqueles que gostavam mais de bicicleta do que da mãe - como brincou Nelsinho.

Nelsinho começou pensar na estratégia para não nos envolvermos em acidente logo na largada. Comentou que era melhor ficarmos no meio do pelotão nem muito a frente e nem muito atrás - a teoria era boa. Ao final ficamos ao lado de um trecho com bosta de cavalo pois, desta forma não teríamos ciclistas a nossa esquerda. Ainda orientou: "Fique longe desses caras de camisa igual - eles trabalham em equipe , um segura outro empurra e o do meio passa!!" - kkkkk






12 de mai de 2012

Dia de Descanso e Preparação

Um dia chuvoso e frio ideal para manutenção na bike, check-list de equipamentos para o Desafio de Campos Amanhã. As fotos dizem todo o resto.












Desafio de Campos - Previsão do Tempo para Amanhã

Desafio da Serra de Campos vai ter cara do Giro da Lombardia , com frio e chuva. Vai ser foda!!!

Domingo, 13/05
Pôr-do-sol:  06h28  17h30
•Chuvoso -   Manhã Tarde Noite
•Temperatura: Max 18º Min 12º
•índice pluviométrico - 15mm (prob. )90%
•Vento: SE 8km/h
•Umidade Relativo do Ar 73%

6 de mai de 2012

Treino 251 - Treino na Serrinha de Vinhedo (Preparação para o Desafio de Campos)

Hoje a idéia era pedalar o trajeto todo sem paradas de tal forma a simular a prova. O trajeto tem algumas similaridades com o que encontraremos em Campos - O trajeto de 48,5 km (entre Louveira e Vinhedo - ida e volta) se divide em 15 km de subidas leves e descidas, 8 km de subidas pesadas (elevação de 270 m), 5 km de descidas de alta velocidade com curvas fechadas, 5 km de subida pesada (elevação de 150 m) e trecho final de subidas e descidas retornando a Louveira.

Ontem pedalei no fim de tarde e o pedal sem interrupção prejudicou um pouco a Hidratação, ao final senti um pouco e perdi desempenho. A média ficou em 17,6 km/h , tempo total reduziu para 2h36 min. Um pneu furado prejudicou o objetivo inicial do treino e paramos em torno de 30 minutos para reparo e continuidade do treino.

Agora chega de treino - Domingo que vem 13/05 estaremos em Campos com o objetivo de terminar a prova sem grandes expectativas de tempo. Até lá!!!!

OBS: Não temos fotos hoje pois esqueci o celular!

5 de mai de 2012

Treino 250 - MTB Fim do Mundo

Num sábado de sol após muitos dias frios e com chuva resolvemos pedalar no fim de tarde a trilha do fim de mundo, no limite dos municípios Jundiaí, Itatiba e Jarinu. O treino tem muitas subidas e descidas em trechos de estradão com mata atlântica ao redor. No topo tivemos um belo pôr do sol.

Fizemos 42 km a uma média de 15,9 km/h , decorrente do melhor desempenho nas subidas - talvez decorrente dos treinos de subida que fizemos em abril como preparação para o desafio de campos.

Outro ponto de destaque do treino foram as bikes novas do Glaycon que colocou um quadro soul pro de 1.4 kg - muito leve em subsituição ao quadro sundown mt2 fadigado após 5 anos de uso. Paulo pedalou com sua nova Jamis, linda bike da marca Californiana que chegou ao Brasil no ano passado.









Começa hoje o Giro d´Italia

O Giro d´Itália 2012 (95º Edição) mantém a tradição de ser uma prova dura voltada para os escaladores - do jeito que o italiano gosta. Pode-se acompanhar todas as etapas no site do Jornal Gazzetta Dello Sport - criador e organizador da prova. Veja o link na lista de links deste blog denominada "Acompanhe as Grandes Voltas".

1 de mai de 2012

Treino 249 - Serrinha de Vinhedo (Treinando para o Desafio de Campos)

Depois de tanta chuva, finalmente o sol reapareceu mas, ficou claro de que o verão realmente acabou e o outono deu seu cartão de visita com uma manhã fria, típica desta época do ano aqui na região rodeada de serras.

Senti-me bem melhor no pedal de hoje, acostumei-me com a nova relação da bike (105 na frente/ Deore atrás com cassete 11x32) e estava bem mais disposto. Talvez resultado do aumento de volume de treinos na semana passada mesmo com chuva. Falta 12 dias para o desafio de campos, ou seja temos 10 dias para treinar e claro, não conseguiremos treinar todos os dias - aqui todo mundo tem que trabalhar, ninguém vive do ciclismo.

Surpreendente foi o desempenho do Nelsinho mesmo com relação 12x25 conseguiu acompanhar bem - resultado dos treinos que andou fazendo na USP no meio da semana.

Dados do Treino:
Bikers: Renato, Nelsinho, Alberto e Elaine
Tempo: 2h33':57" distância: 48,64 km (esticamos um pouco para ficar mais próximo dos 50 km que enfrentaremos em campos). Maior elevação : 270 m (de 630 a 900) - isto num trecho de uns 8 km. Depois tivemos outras elevações intercaladas entre descidas. Ao todo subimos cerca de 600 m. Média: 18,9 km/h (a melhor média minha na serrinha)
Consumo Calórico: 933 kcal / Reposição durante o treino: 334 Kcal / Hidratação: 1,5 l / Peso pós treino: 98,6 kg

Agora vamos tentar fazer treinos curtos durante a semana e caprichar nos treinos do último final de semana antes do Desafio de Campos. Vamos lá!!!