29 de mai de 2011

Treino 162 - Castanho e Serra dos Cristais - Treino de Muuiiita Subida













Ao todo foram 38 km de pedal - sendo pelo menos 2/3 de subidas muito pesadas. Saímos pelo asfalto na Rod. Edgard Máximo Zambotto e viramos à direito na trilha que dá acesso à Serra do Mursa, não entramos na serra e seguimos contornando a Serra do Mursa até chegar no Castanho. Lá pegamos outro pequeno trecho de aslfato e pedalamos em um trecho geralmente frequentado por jipeiros e depois seguimos por sigle tracks. Um subida muito pesada!! de mais ou menos 5 km. Feito isso começamos a descer. Havia muitas possibilidades para a descida e inclusive trecho mais indicados para o dowhill o que não era nossa caso. Assim optamos por seguir trilha dos caminhões dos cortadores de eucalipto que frequentam a região. Após a descida chegamos novamente na Rodovia, perto de franco da rocha. Até aí tínhamos pedalado uns 22 km.

Resolvemos dar uma esticada no pedal e seguimos para a Serra dos Cristais, e pegamos uma subida ainda mais pesada que a do castanho. Chegamos ao topo da Serra , na antena, ao mesmo nível da Serra do Mursa (1040 m de altitude). Ou seja, subimos 300 m em praticamente 3 km. Retornamos para o asfalto numa descida de alta velocidade e terminamos o pedal pelo asfalto.

Excelente Treino.

28 de mai de 2011

Dabomb Arrow XC - Revisada e com Pequenos Upgrades




Estou gostando cada vez mais da dabomb - a geometria é mais agressiva que a Elite 2.7 e agora estou fazendo pequenos ajustes para melhorar a rolagem. Agora está com Selim Selle Italia, Rodas Vzan Deeper (bem mais rígidas e resistentes que a Vzan Action que veio com a Elite) e coloquei Pneus continental Speed King 26" x 2,1" com a promessa de rolar melhor sem perder a aderência. E fiz as revisões normais trocando as pastilhas de freio, limpeza, lubrificação e regulagem. Amanhã vamos testar logo cedo em uma trilha no bairro do castanho em Jundiaí.

Treino 161 - Eu, minha strada e o frio de outono













Fazia algum tempo que não treinava com a speed. E Hoje também o planejamento inicial era fazer uma trilha com amigos no fim de tarde. Porém, por um motivo ou outro o treino foi cancelado. Assim, restou-me a opção de pedalar sozinho. E neste caso nada melhor que um treino de estrada.



Pedalei 48 km a uma média de 22 km/h. O trajeto resumiu-se em 11 km de subida até Franco da Rocha, e 9 km de descidas e trechos planos até jordanésia, distrito de Cajamar. Até aí tudo pela Rod Edgard Máximo Zambotto. Peguei então a Rod Anhanguera sentido jundiaí e pedalei 10 km entrando no GAC pela Av. 14 de Dezembro, já no municipio de jundiai. Segui por esta avenida e atravessei a Vila Arens, Vila Argos e cheguei à Marginal do Rio Jundiai - foram 4 km de pedal urbano com algum trânsito - tipico de sábado a tarde. Segui sentido Várzea Pta e depois Campo Limpo Pta , cumprindo 14 km entre marginal e trecho urbano ao final do pedal.


Chegando no condomínio ainda pude dar uma paradinha e observar o pôr do sol de outono - isto às 05:20. Outono com cara de inverno.



22 de mai de 2011

Treino 160 - Pedal Urbano c / Pamonha na Feira











Estamos revisando a rotina para adequar o treino neste período de frio. Hoje pedalamos 30 km , de Campo Limpo a Jundiai. Pontos interessantes do treino:



1. A ciclovia de várzea paulista - uma comédia. Ela simplesmente ignora o mínimo necessário para ser chamada de ciclovia. Simplesmente pintaram trechos de calçada em vermelho, sem rebaixar guias, sem desviar de postes ou pontos de ônibus. Ou seja, tornou-se uma ciclovia repleta de obstáculos que faz o ciclista continuar andando pelo asfalto em meio ao trânsito local em vez de utilizá-la.



2. Estava muito frio, apesar do sol. Hora de tirar os equipamentos do armário e treinar devidamente agasalhado para não perder rendimento. Aliás, perder rendimento é o que mais acontece nos treinos de inverno.

3. A ciclovia de jundiaí na Av. 9 de julho - além da obra eterna (deve estar rolando há pelo menos um ano) o resultado não é dos melhores. Apesar de terem rebaixado algumas guias, misturou-se sem nenhuma sinalização pedestres e ciclistas, há indicação ainda para deficientes visuais no piso. Os ciclistas por educação continuam no asfalto e deixaram a via para os pedrestres. Aqui também esqueceram de desviar dos obstáculos. Aliás, em nenhum local indica que aqui é uma ciclovia. Acho que ficaram com vergonha e desistiram de colocar o nome.


4. O obra do novo Shopping de Jundiaí - A todo vapor, inaugura em 2012.



5. Feira Livre na Vila Arens em Jundiaí - lembrança de infância , era a feira que eu frequentava com minha mãe quando criança. Experimentamos uma deliciosa pamonha e encostamos as bikes em uma barraca de verduras. Uma delícia misturar-se com o povo.



Um bom treino de domingo para um frio como este.

21 de mai de 2011

Treino 159 - Treino de Outuno - Estrada da Figueira Branca









Ainda falta um mês mas, os dias já estão com cara de inverno. Hoje saimos para o pedal às 16:00, retornamos às 18:12 e já estava escuro.

Fizemos um trajeto diferente que interliga algumas trilhas que já pedalamos antes. Saimos pela Estrada da Figueira, Estrada Santa Bárbara e Pau Arcado. Foram 32 km percorridos em trilhas entre Campo Limpo e Jarinu. Apesar do sol e céu azul, a temperatura está abaixando e no retorno sentimos o frio de fim de outono.


Sempre nas trilhas encontramos alguns cães. Geralmente eles latem e eu ignoro e fica por isso mesmo, eu seguindo tranquilo após muitos latidos. Hoje num evento parecido com este foi um pouco diferente. Eu estava no meio de uma subida, quando percebi alguns cães latindo e um muito próximo parecia que não iria ficar só no latido. (tratava-se de um rottweiler). Não exitei , pedalei morro acima, em pé, com o máximo de velocidade que consegui (20 km/h) e o cão acabou desistindo após uns 200 m.


Ao final tudo correu bem e a natureza nos brindou com um belíssimo pôr do sol.

15 de mai de 2011

Treino 158 - Pau Arcado à Iara via Vale Grande.











Foram 41 km, em um dia bastante agradável para o pedal - sem chuva e com sol bem fraco. O Trajeto compreende, muita subida no inicio e ao final um grande trecho de descida - bem equilibrado.



Furou o pneu de novo, desta vez por falha minha na montagem. Agora com o pneu speed king 2.1 o desempenho da dabomb melhorou muito. A maior tração no pneu traseiro e maior velocidade nas descidas foram as grandes diferenças observadas.



Um bom treino de domingo, com direito a paradinha para pegar ponkan no sítio e brincar com o cachorro.


10 de mai de 2011

Treino 157 - Pedal Noturno no meio da semana







Hoje pedalamos 28 km entre Campo Limpo a Jundiaí das 09:00 às 10:15 da noite. Fomos pela Marginal do Rio Jundiaí até o Parque Ecológico e retornamos pela Av dos Ferroviarios, e depois viemos a Campo Limpo pela Av. Duque de Caixias em Várzea Paulista.



À noite o pedal tem alguns pontos positivos. Há companhia, e outros bikers que pedalam neste horário e não é necessário madrugar para pedalar, além da temperatura ser mais amena. No entanto, há muito mais trânsito e portanto tivemos que por diversas vezes subir na calçada em trechos mais perigosos.



Bom pedal para uma terça-feira à noite. As fotos não ficaram boas mas, dá para perceber o clima da pedalada noturna.


8 de mai de 2011

MTB Freeride Mountain Bike - Marcelo Da Bomb Video

Muita técnica e domínio da bike!!!

http://www.youtube.com/watch?v=FnB1y2uMnTU

7 de mai de 2011

Treino 156 - De Pau Arcado ao Rio Acima









Ao todo foram 44 km de Pedal , sendo 20 km de trajeto plano e 24 km de muita subida. A trilha é muito bonita e anda-se algum tempo na crista da montanha chegando bem perto da pedra grande em Atibaia, quando digo bem perto falo de 15 a 20 km de distância.

Principais destaques do treino:
  • Derlei que há muito tempo não pedalava conosco voltou, e continua mandando muito bem no pedal;
  • Tivemos alguns percalços que nos fizeram perder pelo menos uns 45 min. Foram eles: a) a lanterna extra que emperrou e não sai do guidão impossibilitando que emprestasse ao Derlei, que estava sem lanterna - a muito custo saiu. b) nos perdemos - escureceu, experimentamos um trajeto novo e nossas referências (as montanhas) estava no escuro - ai nos restou nosso senso de direção que felizmente não falhou e apoio de pessoas que encontramos em alguns vilarejos iluminados. c) O pneu TT furou novamente já no asfalto enquanto retornava a Campo Limpo. Definitivamente, apesar do bom desempenho devido a leveza, este pneu não resiste bem aos furos e ao desgaste.
Apesar de tudo foi um bom treino - acredito que fizemos uma média de 12 km/h se descontarmos o tempo perdido com os imprevistos.

5 de mai de 2011

Downhill Urbano - Muitos Capotes

Veja vídeo no youtube no link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=CP7-H0goIOM

4 de mai de 2011

Treino 155 - Treino Urbano com a MTB








Hoje mudei completamente a estratégia para os treinos do meio da semana. Troquei de bike, pois não é seguro pedalar com speed no escuro e em meio ao trânsito. Pedalei com a dabomb arrow, com pneus larsen tt que rodam bem no asfalto. Outro ponto é que hoje estava devidamente agasalhado e com isto não perdi energia para manter o corpo aquecido. Pedalei até o Jardim Botânico de Jundiai, pela Marginal do Rio Jundiai e retornei pela Av dos Ferroviarios e passando por dentro de Varzea Paulista até chegar a Campo Limpo. Foram 34 km de pedal, em 2h15 min com parada para trocar um pneu furado. Aliás, desde que troquei o pneu pelo larsen TT esta é a segunda vez que fura na semana.


A foto do relógio está um pouco embaçada mas indica 4:33 h A.M. - horário que sai para o pedal.

1 de mai de 2011

Dual Slalom - Idaho's Bike Park - IVCP

veja vídeo no youtube no link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=S_FoQ2eazmQ

Treino 154 - Trilha Pau Arcado - Vale Grande








Foi mais um treino solo. Foram 35 km de muita subida e descidas técnicas, em uma trilha com mata fechada em grande parte dos trechos proporcionando proteção natural ao sol.

Gosto além de fornecer detalhes do treino, contar as histórias de coisas interessantes que nos acontecem. Logo na saída do alfalto, já chegando em Pau Arcado - o pneu furou. Até aí nada de especial, a região é recheada de botecos de beira de estrada e o que mais se encontra é caco de vidro de garrafa quebrada na beira da estrada. Estava trocando o pneu, super fácil - a bicicleta tem blocagem, o pneu é kvelar e portanto a troca leva no máximo 5 minutos. Quando estava finalizando o trabalho um senhor com uma Rainbow de aço (bicicleta vendida pela bicicletaria Tico, tradicional em jundiaí - apesar de não vender nada de boa qualidade) parou e ofereceu ajuda. Ele perguntou: Você precisa de chave? Eu agradeci e expliquei que não precisava de chave e tinha blocagem. O senhor ficou maravilhado com a blocagem e perguntou onde vendia isto. Informei que poderia encontrar isto na própria bicicletaria Tico e que era muito barata e facilita muito a vida de quem usa a bicicleta todos os dias como meio de transporte.


Aí o senhor se empolgou e puxou uma "prosa". Eu moro no parque continental (isto é em Campo Limpo Paulista - bairro da zona urbana) e tenho ainda minha casinha no Pau Arcado (bairro zona rural da mesma cidade) , estou indo lá de bicicleta para cuidar do cachorro, faço isso todos os dias. E continuou.... contanto toda sua vida. Disse que mora na região há 35 anos, e que o irmão dele era o joazinho dos búfalos. Eu imediatamente me lembrei de quando era pequeno (em 1980 tinha 10 anos) havia um local onde se criava búfalos, perto do bairro de iara (Atibaia) vizinho ao Pau Arcado). Ele disse que teve que mudar para a cidade para facilitar a vida dos filhos, os dois fazem faculdade e trabalham em Jundiaí e morando no Parque Internacional fica mais facil. Pensei comigo mesmo: " O Brasil está realmente mudando, e os descendentes deste homem do campo semi-analfabeto estudam e terão um futuro melhor...depois, pensei "Este homem parece ser um homem feliz com a família que construiu e de ver os filhos terem um futuro melhor que o dele...um homem que deixará um legado nesta vida..apesar de toda a simplicidade. Conversa vai conversa vem descobri que o nome dele é Joaquim, que é genro do João Custódio - conhecido do meu sogro, que também vive a muitos anos na região. Enfim, ao final fiquei impressionado com o aprendizado que a vida nos trás mesmo através de um simples pneu furado.